Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


so.jpg

 

Imagem de Snezhana Soosh 

 

1- Não ter a TV ligada às horas das refeições. Estarmos todos juntos à mesa, no final dos dias individuais de cada um, é o momento de partilha, comunhão e sentido de unidade que precisamos com família. É altura de partilharmos os nossos dias, de falarmos sobre o que nos apetecer, de estarmos juntos sem interrupções. 

 

2- Hora de dormir prepara-se meia hora antes de se ir para a cama. Há todo um ritual de relaxamento que antecede a hora de dormir e rotinas securizantes que preparam as crianças para o momento de se irem deitar. Escolher dois livros (um escolhe ele, outro o pai que a acompanha na hora de deitar nessa noite), duas músicas (que se põe no youtube no telemóvel depois das histórias mas sem se ver os videoclips, apenas escutando-as), baixar as luzes, contar as histórias com voz calma e dolente, ouvir as músicas, desligar as luzes e ligar a de presença que projecta estrelas no tecto do quarto, aconchegar a roupa da cama da filha e da boneca preferida que dorme com ela, dizer o código para se deitar (cada família deveria ter um. Aqui em casa é "uma noite descansada: dorme bem. Amo-te!") e dar um beijo, Demora tempo, mas vale cada minuto despendido. 

 

3- Banho tem direito a tempo para todo um ritual de spa. Cá em casa tem que ser à noite, enquanto um dos pais faz o jantar (bem sei que temos a vida facilitada por termos apenas uma filha única mas caberá a cada família encontrar a estratégia que melhor se adeque à sua). Depois do banho há massagem com creme hidratante, há escolha do pijama que combina com o humor do dia, há escovagem de cabelo e secador sem fazer muito barulho nem estar muito quente, há cócegas e beijinhos. O banho está ancorado a um momento do dia feliz e de mimo. 

 

4- Sábado é dia de pequeno almoço tardio de panquecas. Há uma excitação boa com o aproximar-se do fim-de-semana: porque há tempo de manhã, porque há pequeno almoço de robe, porque há uma das iguarias preferidas dela e porque, especialmente, não há pressa. Ao sábado podemos ser molengões e gulosos e sabemos que toda a correria da semana será compensado com o dia das panquecas. Porque merecemos. 

 

5- Viagens (curtas) de carro deixaram de ter rádio ligado nem há autorização para se ver tablets ou aparelhos digitais. Viagens curtas de carro têm lengalengas, jogos de rimas, histórias de improviso a três, músicas novas partilhadas por ela ou antigas recordadas por nós. Viagens curtas têm mnemónicas, lengalengas, adivinhas. Viagens curtas terão, para sempre, memórias. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Pesquisar

  Pesquisar no Blog