Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em nome do Pai

Paternidade na ótica do utilizador.

Em nome do Pai

Paternidade na ótica do utilizador.

Escola: um bem necessário

escola.jpg

 

 

"Coitadinhos: eles são tão pequeninos e já vão para a escola"

" Só têm 6 anos! Obrigamo-nos a crescer tão depressa..."

"Agora entram na escola e só saem no mínimo daqui a 12 anos"

 

Ouvi as três frases esta semana a propósito da entrada da minha filha no primeiro ciclo. 

 

A entrada na escola é uma etapa fantástica que deve ser celebrada e não lamentada. 

 

O estabelecimento da idade dos 6/7 anos para o início desta fase não é aleatória: é nesta faixa etária que as crianças demonstram preparação e prontidão para assumiros desafios inerentes ao ingresso no primeiro ciclo. 

 

A frequência do ensino pré-escolar demonstra ser determinante porque prepara as crianças, munindo-as de ferramentas e de pré-requisitos essenciais para a aquisição de competências ao nível da educação formal, como sejam as aprendizagens que a escola do primeiro ciclo vem introduzir.

 

Aos 6/7 anos as crianças já adquiriram, maioritariamente por via do brincar, competências cognitivas (linguagem, memória visual, raciocínio verbal, numérico e abstrato, atenção concentrada, lógica, descodificação simbólica, memória auditiva, atenção ao detalhe, consciência fonológica, capacidade de associação entre grafemas e fonemas), motoras (percepção, orientação visuo-espacial e coordenação motora, lateralidade, noção do esquema corporal, motricidade grossa, motricidade fina) e emocionais e sociais (gestão e auto-regulação emocional, capacidade adaptativa, consciência dos outros, capacidade de empatia, confronto com as adversidades, resistência à frustração, relação social, capacidade de respeitar regras, predisposição para a escuta-ativa, entre outras) essenciais para a entrada no primeiro ciclo. 

 

Assim, nesta fase, a entrada na escola do primeiro ciclo estabelece o marco da libertação das crianças da tutela exclusiva dos seus pais e da sua integração consciente na comunidade de pertença e exercício primordial de cidadania. 

 

A escola é espaço privilegiado das crianças debutarem na vida social e no Mundo enquanto contexto macro, de apreenderem códigos sociais e culturais (como a escita e a leitura ou o cálculo numérico e suas aplicações na vida do dia-a-dia) bem como valorativos e éticos,num contexto de diversidade e pluralidade, determinantes para a vida em sociedade. 

 

Vamos celebrar a escola?

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.